Se você está pesquisando sobre como usar o crediário sem se endividar, então veio ao lugar certo, pois neste guia vamos te mostrar as dicas estratégicas para usar o carnê sem criar dívidas.

Para isso, basicamente, só será preciso planejar bem as suas compras parceladas, sempre comparando as taxas de juros, negociando os prazos e as condições de pagamento, e evitar o acúmulo de parcelas. Confira a seguir algumas dicas para aproveitar os benefícios do crediário sem comprometer o seu orçamento!

1 – Saiba quanto você pode gastar

Antes de fazer uma compra parcelada no crediário (o famoso carnê de loja), é fundamental saber quanto pode gastar por mês com essa modalidade.

Para isso, você deve fazer um controle das suas receitas e despesas, e verificar qual é a sua margem de comprometimento da renda.

O ideal é que você não comprometa mais do que 30% da sua renda com todas as suas dívidas, incluindo o crediário, compras parceladas no cartão de crédito e prestações de empréstimos, por exemplo.

2 – Pesquise as melhores ofertas

Antes de parcelar no crediário, é importante pesquisar as melhores ofertas do mercado, visto que essa forma de pagamento cobra altas taxas de juros.

Recomendamos sempre comparar os preços dos produtos e serviços que você deseja comprar, bem como os juros e prazos oferecidos pelas lojas ou financeiras.

Lembre-se de que quanto maior for o número de parcelas, maior será o custo final da compra. Então, tente parcelar no menor prazo possível.

3 – Negocie as condições de pagamento

Uma das vantagens do crediário é que ele permite uma maior negociação das condições de pagamento. Sendo assim, você pode tentar obter um desconto antecipando as parcelas ou reduzir os juros diminuindo o número de parcelas.

Além disso, se puder dar uma entrada em dinheiro melhor ainda, pois assim terá argumento para conseguir condições mais favoráveis.

4 – Evite atrasar ou deixar de pagar as parcelas

Atrasar ou deixar de pagar as parcelas do crediário pode trazer sérias consequências para o seu bolso e para o seu nome.

Além de pagar multas e juros pelo atraso, você pode ter o seu nome negativado nos órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa.

Isso significa que você terá dificuldades para obter novos créditos no mercado, além de ter a sua reputação financeira prejudicada, pois dívidas diminuem o score.

Por isso, é essencial pagar as parcelas do crediário em dia, sempre evitando criar novas dívidas enquanto não quitar as antigas.

5 – Tenha uma reserva de emergência

Ter uma reserva de emergência é uma forma de se prevenir contra imprevistos financeiros da vida adulta, como ficar desempregado e com contas a pagar.

Inclusive, a reserva financeira pode ser uma grande ajuda nestes momentos, podendo usar a quantia guardada para pagar suas despesas fixas mensais.

Assim, se você perder o emprego, ficar doente ou sofrer um acidente, por exemplo, você terá um dinheiro disponível para cobrir as suas necessidades básicas e honrar os seus compromissos financeiros, sem criar dívidas.

6 – Eduque-se financeiramente

Por fim, a melhor dica para usar o crediário sem se endividar é educar-se financeiramente e isso vale para tudo na sua vida financeira.

Busque por conhecimentos e hábitos que te ajudem a gerenciar melhor o seu dinheiro e a tomar decisões mais conscientes sobre o seu consumo.

Você pode se educar financeiramente lendo livros, artigos, blogs e revistas sobre o assunto, assistindo a vídeos, podcasts e cursos online, participando de palestras, workshops e eventos online e muito mais.

Em resumo: o crediário é uma forma de financiar uma compra através de um carnê, que será pago mensalmente. Essa modalidade pode ser uma alternativa ao cartão de crédito, mas também requer cuidados para não se tornar uma armadilha financeira.