Se você é aposentado ou pensionista do INSS e precisou de um empréstimo ou até mesmo solicitar um cartão de crédito com menores taxas de juros, então com certeza já teve que verificar qual era a sua margem do consignado, não é mesmo?

Esse é um valor limite que o governo federal estipula para quem contrata o crédito consignado, principalmente para evitar que você se endivide demais e comprometa sua renda familiar. 

Então, se você tem dúvidas sobre o margem consignável, como funciona, como é calculada, o que é margem livre ou zerada e muito mais, continue conosco e aprenda tudo neste guia completo do site Mutonz!

O que é a margem do consignado?

A margem do consignado é um percentual do seu salário ou benefício que pode ser comprometido com o pagamento de prestações de empréstimos e outros produtos consignados, como cartão de crédito e cartão benefício. 

Essa porcentagem serve como limite para evitar o endividamento excessivo e garantir que você tenha condições de honrar seus compromissos financeiros.

Para que serve a margem consignável?

A margem consignável serve basicamente para evitar o endividamento excessivo dos trabalhadores, aposentados e beneficiários do INSS.

Ao limitar o valor que pode ser descontado diretamente da folha de pagamento ou benefício, o governo garante que as pessoas tenham recursos suficientes para suas necessidades básicas, como alimentação, moradia e saúde.

Tipos de margem do consignado

  • Margem Consignável Livre: é a porcentagem da sua renda que ainda está disponível para você contratar novos produtos consignados
  • Margem Consignável Zerada: significa que você já está utilizando toda a sua margem com outros produtos consignados e não pode contratar mais nenhum
  • Margem Consignável Negativa: indica que você está com prestações em atraso ou com saldo devedor em cartão consignado, o que impede a contratação de novos produtos

Como funciona a margem do consignado?

A margem do consignado é dividida em três categorias principais:

  • Cartão de Crédito Consignado (5%): permite realizar compras e pagar as faturas com desconto direto na folha de pagamento ou benefício
  • Cartão Benefício Consignado (5%): funciona como um cartão de débito para compras em lojas credenciadas e pode ser usado para sacar dinheiro
  • Empréstimo Consignado (35%): permite a contratação de empréstimos com taxas de juros geralmente mais baixas do que as do mercado tradicional

O que é a Reserva de Margem Consignável?

A RMC, sigla para Reserva de Margem Consignável, é uma porcentagem da margem do consignado que fica reservada para a contratação de futuros produtos consignados. 

Essa reserva é importante para garantir que você tenha acesso a crédito em caso de necessidade, mesmo que já esteja utilizando parte da sua margem.

Como é feito o cálculo da margem do consignado? 

Se você deseja entender como se calcula a margem consignável, basta seguir os seguintes passos:

  1. Identifique a sua renda líquida: salário ou benefício menos os descontos obrigatórios (INSS, imposto de renda, pensão alimentícia e etc.)
  2. Verifique a porcentagem disponível para cada tipo de produto:
    • Cartão de crédito e cartão benefício: 5% da renda líquida
    • Empréstimo consignado: 35% da renda líquida
  3. Subtraia os descontos já existentes: se você já possui produtos consignados, o valor das prestações deve ser descontado da margem disponível

Qual é a margem do consignado para empréstimos?

A margem consignável muda muito, de acordo com as políticas vigentes. Mas, atualmente, ela está definida da seguinte maneira:

  • Beneficiários do Bolsa Família: 35% da renda líquida
  • Aposentados e Pensionistas do INSS: 40% da renda líquida (até 31/12/2024)
  • Servidores Públicos: 35% da renda líquida
  • Empregados Celetistas: 30% da renda líquida

Como saber se tenho margem para empréstimo consignado?

Está precisando solicitar um empréstimo, mas não sabe se você tem “limite disponível”? Saiba que existem duas formas simples de consultar sua margem do consignado, sendo elas: 

  1. Extrato de empréstimo consignado do INSS: disponível no site ou aplicativo Meu INSS.
  2. Contracheque: consulte o valor das consignações já existentes

É possível contratar crédito consignado com margem negativa?

Não! A contratação de crédito consignado só é possível se você tiver margem consignável disponível. Portanto, se a sua margem estiver negativa, você precisa regularizar suas pendências antes de poder solicitar um novo empréstimo.

Como escolher a melhor opção de crédito consignado?

Se você está em busca de uma oferta de crédito consignado, verá que são muitas as opções, desde grandes bancos tradicionais até pequenas financeiras, inclusive online.

Por isso, para garantir que contrate um empréstimo ou cartão de crédito consignado com bom custo-benefício, é importante considerar:

  • Taxas de juros: compare as taxas de juros oferecidas por diferentes instituições financeiras, pois as diferenças podem ser grandes
  • Prazo de pagamento: escolha um prazo de pagamento que seja compatível com a renda mensal, nem que tenha que parcelar em mais vezes
  • Valor da parcela: verifique se o valor da parcela cabe no seu orçamento, para evitar atrasos, multas e até mesmo a negativação no SPC e Serasa
  • Custo Efetivo Total (CET): o CET é o custo total do empréstimo, incluindo juros, taxas e outros encargos e como sempre está presente nesse tipo de crédito, compare para escolher uma oferta com CET baixo

Conclusão

A margem do consignado é uma ferramenta importante para controlar o seu nível de endividamento e ao contrário do que muitos pensam, que é uma forma de limitar seu acesso ao crédito, saiba que é muito benéfico para a sua saúde financeira!