Se tem uma dica financeira que todos os consumidores brasileiros deveriam saber é como identificar juros abusivos em empréstimo, afinal, muitas vezes acabamos pagando bem mais na contratação de crédito, sem a necessidade.

Por isso, neste conteúdo exclusivo vamos te explicar mais sobre o que é um juro abusivo e dar algumas dicas básicas de como saber se você está pagando taxas muito mais altas ou de forma ilegal no seu empréstimo. Confira!

O que são juros abusivos?

Os juros são uma parte importante de qualquer empréstimo, onde basicamente representam o custo do dinheiro que o credor está emprestando ao devedor.

No entanto, os juros podem ser abusivos, geralmente quando são excessivos ou cobrados de forma ilegal. Veja mais detalhes a seguir:

  • Forem muito altos: a taxa de juros deve ser justa e compatível com o risco do empréstimo, bem como deve estar dentro da média de mercado
  • Forem cobrados de forma ilegal: a cobrança de juros deve obedecer às regras estabelecidas pelo Banco Central, que geralmente estabelece um teto máximo que pode ser cobrado em cada tipo de crédito

Como identificar juros abusivos?

Existem algumas maneiras de identificar juros abusivos. Mas, via regra geral, a maneira mais simples é você comparar as taxas de juros de diferentes credores.

Outra maneira é consultar o Banco Central, que disponibiliza uma tabela com as taxas de juros máximas permitidas para cada tipo de empréstimo, como por exemplo, o limite de juros cobrado no cheque especial, que é de 8% ao mês.

Veja logo abaixo algumas dicas para saber como identificar juros abusivos em empréstimos:

  • Compare as taxas de juros de diferentes credores: peça cotações de empréstimo de vários credores para comparar as taxas de juros e caso encontre ofertas com menores taxas, não hesite em migrar
  • Consulte o Banco Central: o Banco Central disponibiliza uma tabela com as taxas de juros máximas permitidas para cada tipo de empréstimo, na dúvida, consulte-a
  • Fique atento aos juros embutidos: os juros embutidos são aqueles que não são explicitamente mencionados no contrato de empréstimo, os quais podem incluir taxas administrativas, taxas de seguro e outros encargos, como o seguro prestamista obrigatório
  • Não se esqueça dos juros compostos: os juros compostos são aqueles que são calculados sobre o valor principal do empréstimo e sobre os juros já acumulados e eles podem aumentar significativamente o custo do empréstimo ao longo do tempo
  • Leia atentamente o contrato de empréstimo: antes de assinar o contrato de empréstimo, leia atentamente todas as cláusulas para entender como os juros são calculados
  • Procure por sinais de alerta: se o credor estiver pressionando você a assinar o contrato de empréstimo rapidamente ou se estiver oferecendo um empréstimo com taxas de juros muito baixas, desconfie

Como recorrer de juros abusivos?

Se você acredita que está pagando juros abusivos, pode recorrer à Justiça. Para isso, você deve contratar um advogado e entrar com uma ação judicial contra o credor.

O Código de Defesa do Consumidor (CDC) prevê que os juros abusivos são nulos. Isso significa que o devedor não é obrigado a pagar os juros abusivos.

Em resumo: É importante estar atento aos juros abusivos para evitar pagar mais do que o necessário. Ao seguir as dicas acima, você pode identificar juros abusivos e tomar medidas para se proteger e garantir que seu dinheiro está realmente sendo utilizado da melhor forma.