A compra ou venda de um veículo é uma etapa emocionante na vida de qualquer pessoa, mas muitas vezes esquecemos que a transferência desse bem envolve custos e burocracia. Você sabe quanto custa para transferir um veículo?

Essa é uma dúvida de milhares de brasileiros, não se preocupe, pois você não está sozinho. Por isso, neste guia exclusivo vamos explorar em detalhes o processo de transferência de veículo, desde os custos envolvidos até o passo a passo para realizar essa transação de forma eficiente e econômica. Vamos conferir?!

Quanto custa para transferir um veículo?

Transferir a propriedade de um veículo requer o pagamento de várias taxas e impostos ao DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito), que é órgão responsável pela documentação do veículo e do condutor.

Na prática, os custos de uma transferência de carro, moto e outros veículos leves ou pesados, variam bastante de acordo com o estado em que você reside.

Em geral, o custo envolve uma taxa de transferência cobrada pelo Detran, além de taxa de licenciamento e a taxa de vistoria.

Mas, claro que tudo depende do caso. Para ter uma ideia geral dos custos envolvidos, aqui estão algumas das taxas mais comuns:

Imposto de Transferência de Propriedade

Este é um imposto que varia conforme o valor venal do veículo, determinado pela tabela FIPE ou em valores definidos pelo órgão de trânsito local.

A alíquota do Imposto de Transferência de Propriedade também pode variar, mas geralmente fica em torno de 2% a 4% do valor venal do veículo.

Emissão do CRV

Esta é a taxa cobrada para a emissão do novo CRV (Certificado de Registro de Veículo), que sairá no nome do comprador. Ela também tem seu valor variado.

Taxa de Vistoria

Em alguns lugares, é necessário pagar uma taxa de vistoria para verificar as condições do veículo e emitir um laudo técnico, antes da transferência ser autorizada.

Taxa de Despachante

Essa é uma taxa opcional, ou seja, se você preferir não lidar com toda a burocracia da transferência por conta própria, pode contratar um despachante, mas tenha em mente que isso envolverá um custo adicional.

Outras taxas

Dependendo do estado onde o veículo está registrado, pode haver a cobrança de outras taxas e custos, como tarifas administrativas, seguro DPVAT, entre outros.

Valores de transferência de veículos no Brasil

Agora que você já tem uma boa ideia de quanto custa para transferir um veículo na teoria, pesquisamos os atuais valores cobrados, em média, nos estados brasileiros, confira:

  • Bahia: R$225,62
  • Ceará: R$206,07
  • Distrito Federal: R$179,00
  • Espírito Santo: R$395,24
  • Mato Grosso: R$226,90
  • Minas Gerais: R$246,81
  • Pará: R$247,78
  • Paraná: R$130,61
  • Rio de Janeiro: R$183,24
  • Rio Grande do Sul: R$174,63
  • Santa Catarina: R$174,94
  • São Paulo: R$263,80

Lembrando que estes valores de transferência representam o custo médio aproximado e considerando que o veículo esteja com o IPVA e emplacamento em dia.

Quais os documentos necessários para a transferência?

Em geral, para realizar a transferência de veículo no DETRAN, são necessários os seguintes documentos:

  • CRV (Certificado de Registro de Veículo) original e cópia
  • RG ou CNH do vendedor e do comprador
  • CPF do vendedor e do comprador
  • Comprovante de residência do comprador
  • Laudo de vistoria do veículo (opcional)
  • Boletim de ocorrência (BO) em caso de furto ou roubo do veículo

Como fazer a transferência de um veículo?

Sabendo quanto custa para transferir um veículo e estando pronto para isso, basta seguir o passo a passo abaixo:

  1. Reunir a documentação necessária: Normalmente inclui o CRV preenchido e assinado, o DUT (Documento Único de Transferência), comprovante de pagamento do IPVA, comprovante de pagamento do Imposto de Transferência de Propriedade, além de documentos pessoais do comprador e vendedor
  2. Preencher o CRV: O vendedor deve preencher todos os campos do Certificado de Registro de Veículo, incluindo a assinatura reconhecida em cartório
  3. Realizar a vistoria (se necessária): Em algumas localidades, é necessária uma vistoria técnica para garantir que o veículo esteja em boas condições
  4. Pagar as taxas: Efetue o pagamento das taxas exigidas, incluindo o Imposto de Transferência de Propriedade e a taxa de emissão do CRV
  5. Ir ao Detran ou Ciretran: Dirija-se ao Departamento de Trânsito (Detran) ou à Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de sua região para protocolar a transferência. Leve todos os documentos e comprovantes de pagamento
  6. Receber o novo CRV: Após a análise e aprovação dos documentos, você receberá o novo CRV no nome do comprador
  7. Comunicar a venda ao Detran: É importante comunicar a venda do veículo ao Detran, para evitar problemas futuros, como multas e pontos na carteira de habilitação

É importante ter em mente que existe um prazo para realizar a transferência de um veículo, que é de até 30 dias após a compra do veículo. Caso a transferência de veículo não seja realizada dentro do prazo, o proprietário poderá ser multado pelo Detran.

Em resumo: Transferir a propriedade de um veículo pode ser um processo burocrático e custoso, mas é necessário para evitar complicações legais no futuro. Por isso, certifique-se de compreender os custos envolvidos e siga todos os passos necessários de acordo com a legislação local.