Você já ouviu falar em “laranja” no mundo das finanças? Não, não estamos falando da fruta cítrica que você coloca no suco de manhã. Estamos falando de um termo que, infelizmente, é muito comum quando se trata de lavagem de dinheiro.

Neste artigo, vamos mergulhar fundo no universo dos “laranjas” na lavagem de dinheiro. Vamos entender o que é, como funciona e como isso afeta o sistema financeiro. Confira!

O que é um laranja na lavagem de dinheiro?

Lavagem de dinheiro é um crime grave que consiste em ocultar a origem ilícita de bens ou valores, a qual contribui para o financiamento de atividades criminosas, como o terrorismo, o narcotráfico e a corrupção.

Um dos métodos mais comuns de lavagem de dinheiro é o uso de “laranjas”. Um laranja é uma pessoa que é usada para ocultar a identidade do verdadeiro proprietário de bens ou valores.

Na prática, o laranja na lavagem de dinheiro pode ser um amigo, um familiar, um funcionário ou até mesmo um desconhecido.

O laranja geralmente é escolhido porque é uma pessoa de confiança e que não terá problemas com a lei, tendo a função de abrir contas bancárias, comprar bens ou investir dinheiro em nome do criminoso.

Como funciona a lavagem de dinheiro com laranjas?

A lavagem de dinheiro com “laranjas” pode ser dividida em várias etapas. Vamos analisar a seguir cada uma delas:

1. Colocação

A primeira etapa envolve a introdução do dinheiro ilegal no sistema financeiro. Isso pode ser feito de várias maneiras, como depositando grandes quantias em dinheiro em contas bancárias ou investindo em ativos de fácil liquidação.

2. Camuflagem

Aqui é onde os “laranjas” entram em cena. Os criminosos transferem o dinheiro para contas controladas por eles, usando identidades falsas ou de terceiros. Essas contas geralmente são abertas em paraísos fiscais, onde é mais difícil rastrear as transações financeiras.

3. Integração

Nesta fase, o dinheiro “limpo” é reintroduzido na economia legítima. Pode ser usado para comprar bens, imóveis ou investir em negócios. Essas atividades aparentemente legais tornam o dinheiro ilegal difícil de rastrear.

4. Ocultação

A última etapa envolve a manutenção do disfarce. Os criminosos continuam a usar “laranjas” para administrar ativos e fundos, dificultando ainda mais o rastreamento das atividades financeiras ilegais.

Exemplos de lavagem de dinheiro com laranjas

São muitos os exemplos de lavagem de dinheiro com laranjas, confira a seguir as estratégias mais utilizadas pelos criminosos aqui no Brasil:

  • Um traficante de drogas paga um laranja para comprar um carro de luxo
  • Um contrabandista de armas paga um laranja para abrir uma empresa de fachada
  • Um corrupto político paga um laranja para comprar uma casa de praia

Estatísticas sobre o uso de laranja na lavagem de dinheiro no Brasil

Segundo dados da Polícia Federal (PF), o uso de laranjas é um dos métodos mais comuns de lavagem de dinheiro no Brasil. Em 2022, a PF identificou mais de 2.500 casos de lavagem de dinheiro com laranjas, com um valor total de R$10 bilhões.

Além disso, no levantamento de 2022, 50% dos casos de lavagem de dinheiro com laranjas envolveram a abertura de contas bancárias, 25% envolveram a compra de bens e 25% envolveram investimentos.

Como identificar um laranja na lavagem de dinheiro?

Existem alguns sinais que podem indicar que uma pessoa é um laranja em um esquema de lavagem de dinheiro, como:

  • A pessoa não tem renda ou patrimônio suficiente para justificar os gastos que faz
  • A pessoa não tem experiência ou qualificação para o negócio que está envolvido
  • A pessoa tem relações próximas com criminosos ou pessoas envolvidas em atividades ilícitas

Quais são os riscos de ser um laranja?

No Brasil, a lavagem de dinheiro é um crime grave com consequências sérias. Se alguém for pego participando dessa prática, pode enfrentar:

1. Prisão

Aqueles envolvidos na lavagem de dinheiro podem ser presos e condenados a penas de prisão significativas, dependendo das leis do país em que o crime foi cometido.

2. Multas

Além da prisão, os infratores também podem ser multados em quantias substanciais. Essas multas são geralmente calculadas com base no valor do dinheiro lavado.

3. Perda de ativos

Os ativos adquiridos por meio da lavagem de dinheiro podem ser confiscados pelas autoridades. Isso significa que os criminosos podem perder casas, carros, contas bancárias e outros bens.

4. Reputação arruinada

Aqueles envolvidos na lavagem de dinheiro enfrentam uma séria mancha em sua reputação, o que pode afetar suas vidas pessoais e profissionais.

Como evitar ser um laranja?

Embora sejam poucos os casos, há situações em que uma pessoa é colocada como laranja em um esquema fraudulento sem saber. Para evitar ser um laranja, você deve:

  • Jamais aceitar dinheiro ou bens de pessoas que você não conhece
  • Não abrir contas bancárias ou comprar bens ou serviços para pessoas que você não conhece
  • Denunciar qualquer atividade suspeita às autoridades

Como denunciar um laranja na lavagem de dinheiro?

Se você suspeita que alguém está sendo usado como laranja na lavagem de dinheiro, denuncie imediatamente o crime às autoridades policiais.

Inclusive, é possível fazer uma denúncia de forma anônima pelo telefone 181 ou pelo site da Polícia Federal.

Conclusão

A lavagem de dinheiro com laranjas é um crime grave que pode ter consequências severas, como longos anos na prisão. Por isso, se você é convidado a ser um laranja, recuse, pois com certeza não vale a pena correr o risco de ser preso ou responsabilizado por crimes que você não cometeu.

Além disso, a lavagem de dinheiro afeta negativamente toda a economia e sociedade, pois gera sonegação de impostos, fomenta o tráfico e a corrupção, enfim.

É importante estar atento aos sinais que podem indicar que uma pessoa é um laranja e denunciar qualquer suspeita às autoridades competentes!