Quando o assunto é o pagamento da fatura do cartão de crédito, muitos brasileiros têm dúvidas, principalmente quando o dinheiro não é suficiente para realizar o pagamento do valor integral.

Mas, nesses casos, será que vale mais a pena pagar o valor mínimo da fatura ou solicitar o parcelamento da mesma? As taxas de juros são iguais? Qual opção leva ao maior endividamento?

Bom, é para esclarecer essas dúvidas e também te aconselhar a tomar a melhor decisão financeira que preparamos este guia exclusivo. Vamos conferir?!

Qual a melhor opção de pagamento parcial da fatura do cartão?

Ao receber a fatura do cartão de crédito, muitas vezes nos deparamos com aquela surpresa, onde o total está bem acima do que temos de dinheiro sobrando no mês para realizar o pagamento.

Por isso, muitas pessoas ficam em dúvida se devem pagar o mínimo ou parcelar, para evitar o bloqueio do cartão e a negativação nos birôs de crédito.

Bom, a resposta a essa pergunta não é tão simples, pois depende de uma série de fatores, como a sua situação financeira e os juros do seu cartão.

Contudo, a seguir vamos abordar com mais detalhes cada uma dessas formas de pagamento parcial da fatura do cartão de crédito, confira!

Pagar o mínimo da fatura

Pagar o mínimo da fatura do cartão de crédito é a opção mais fácil e imediata, o que significa que você irá pagar somente o valor mínimo exigido pelo banco, que geralmente é de 15% do total da fatura.

Entretanto, essa é também a opção mais cara e prejudicial para o seu bolso, pois você entrará no tão temido “crédito rotativo”.

Os juros do crédito rotativo do cartão de crédito são os mais altos cobrados aqui no Brasil, podendo chegar a 350% ao ano, sendo inclusive uma das maiores causas de inadimplência entre os brasileiros.

Além disso, pagar o mínimo pode prejudicar o seu score de crédito e, uma pontuação baixa pode dificultar a aprovação de empréstimos e financiamentos.

Vantagens de pagar o mínimo

  • É a alternativa mais rápida e menos burocrática para o cliente
  • Você não precisa se preocupar com o pagamento do valor total da fatura

Desvantagens de pagar o mínimo

  • Você pagará juros sobre o valor restante da dívida
  • A dívida pode aumentar rapidamente
  • É a opção mais cara para quem não consegue pagar a fatura integralmente

Parcelar a fatura

Optar pelo parcelamento da fatura do cartão de crédito significa que você irá dividir o valor total da fatura em várias parcelas.

O número e valor das parcelas são definidos pelo emissor do cartão, mas geralmente, é possível parcelar em até 24 vezes a fatura. Essa pode ser uma opção mais vantajosa do que pagar o mínimo, pois você pagará juros menores.

No entanto, é importante lembrar que você ainda pagará juros, mesmo que parcele a fatura e pode ter maiores problemas financeiros no futuro, pois terá que arcar com as novas parcelas, mais o saldo devedor das próximas faturas.

Vantagens de parcelar a fatura

  • Você pagará juros menores do que se pagar o mínimo
  • Ganhará folego no orçamento, pois terá mais tempo para pagar a dívida

Desvantagens de parcelar a fatura

  • Você ainda pagará juros altos
  • Pode ter problemas financeiros se não conseguir pagar as parcelas

Qual opção é melhor para você pagar a fatura do cartão?

A melhor opção para você depende basicamente do seu orçamento, ou seja, se a situação financeira é um problema só deste mês ou se as suas finanças estarão comprometidas no próximo mês também.

Se você tiver um orçamento apertado, pagar o mínimo pode ser a melhor opção. No entanto, é importante lembrar que você pagará juros sobre o valor restante da dívida.

Se você tiver um orçamento confortável, parcelar a fatura pode ser uma opção mais vantajosa. Você pagará juros menores do que se pagar o mínimo, e terá mais tempo para pagar a dívida.

Se você estiver tentando se livrar da dívida do cartão de crédito, pagar o valor total da fatura é a melhor opção, mesmo que para isso seja necessário solicitar um empréstimo (com menores taxas).

Dicas para tomar a melhor decisão

Confira a seguir algumas dicas para tomar a melhor decisão sobre pagar o mínimo ou parcelar a fatura do cartão:

  • Analise sua situação financeira: avalie se você tem condições de pagar o valor total da fatura ou se precisa parcelar
  • Compare os juros: compare as taxas dos juros do rotativo com os juros do parcelamento
  • Faça um orçamento: faça um orçamento para verificar se você poderá pagar as parcelas

Em resumo: O ideal é sempre controlar seus gastos para ter certeza que conseguirá pagar toda a fatura do mês. Mas, caso isso não seja possível, recomendamos parcelar a fatura, pois tem menores juros e você quita a dívida mais rápido.