O BRICS é um termo amplamente utilizado para se referir a um grupo de cinco países que desempenham um papel fundamental no cenário financeiro global.

Esses países, Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, representam uma parcela significativa da população mundial e uma parte substancial da economia global.

Neste artigo exclusivo, nós do site Mutonz exploraremos o que é o BRICS e qual é o seu objetivo no contexto financeiro, revelando o impacto que esse grupo exerce sobre as finanças internacionais. Vamos conferir?!

O que é o BRICS?

BRICS é uma sigla que se refere a um grupo de nações em desenvolvimento, que compartilham características econômicas e geopolíticas semelhantes.

Criado em 2001 pelo economista Jim O’Neill, do banco Goldman Sachs, cada letra da sigla representa um país membro: Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Mas, o BRICS só foi fundado oficialmente em 2009, com a assinatura da Declaração de Yekaterinburg, na Rússia.

O BRICS é caracterizado por sua influência econômica, dimensões territoriais impressionantes e pelo potencial de crescimento contínuo, visto que é formado exclusivamente por países com economias de rápido crescimento.

Como funciona o BRICS?

O BRICS tem uma estrutura básica, que inclui:

  • Líderes: os líderes dos cinco países se reúnem anualmente para discutir os principais temas de interesse do grupo
  • Ministros: os ministros dos cinco países se reúnem regularmente para discutir temas específicos
  • Secretariado: o secretariado do BRICS é responsável por coordenar as atividades do grupo

Qual é o objetivo do grupo?

O grande e maior objetivo do BRICS é promover a cooperação econômica, política e cultural entre os cinco países membros.

Assim, o grupo busca fortalecer a posição dos países emergentes na economia global, bem como promover o desenvolvimento sustentável.

Confira a seguir os principais objetivos listados:

  • Promover o crescimento econômico e o desenvolvimento sustentável: o grupo busca promover o crescimento econômico e o desenvolvimento sustentável de seus membros, por meio da cooperação em áreas como comércio, investimento, infraestrutura e tecnologia
  • Fortalecer a cooperação política: o grupo busca fortalecer a cooperação política entre seus membros, por meio do diálogo e da coordenação de posições em questões internacionais
  • Promover a paz e a segurança: o grupo busca promover a paz e a segurança no mundo, por meio do diálogo e da cooperação entre seus membros

O que é o banco do BRICS?

O Banco do BRICS, também conhecido como Novo Banco de Desenvolvimento (NBD), é um banco de desenvolvimento multilateral fundado pelos cinco países membros do BRICS.

Esse banco foi criado em 2014, com o objetivo de promover o desenvolvimento econômico e sustentável nos países emergentes e em desenvolvimento.

O NBD tem sede em Xangai, na China, e possui um capital inicial de US$100 bilhões. Os países membros do banco têm quotas de acordo com o seu tamanho econômico.

No ano de 2023, o banco BRICS passou a ser comandado por Dilma Rousseff (ex-presidente do Brasil), sendo que o nosso país tem a maior quota, com 4,4% do capital total.

Atualmente, o NBD oferece financiamento para projetos de infraestrutura, energia, transporte, saúde e educação, bem como também oferece serviços de consultoria e assistência técnica para os países membros.

Alguns dos projetos financiados pelo NBD incluem:

  • A construção de uma ferrovia na Índia
  • A construção de um parque eólico na África do Sul
  • A construção de uma rede de hospitais na China
  • A reforma do sistema educacional no Brasil

O NBD é um banco importante para os países emergentes e em desenvolvimento. O banco oferece financiamento e assistência técnica para projetos que contribuem para o desenvolvimento econômico e sustentável.

Impacto do banco do BRICS

O banco do BRICS ainda é jovem, mas já teve um impacto significativo no desenvolvimento econômico e sustentável nos países membros, visto que financiou projetos que criaram empregos, melhoraram a infraestrutura e promoveram o desenvolvimento social.

Mas, o NBD tem o potencial de se tornar um banco importante na economia global, considerando que pode ajudar a promover o desenvolvimento econômico e sustentável nos países emergentes e em desenvolvimento.

Benefícios do BRICS para o Brasil

O BRICS traz uma série de benefícios para o nosso país, incluindo:

  • Oportunidades de crescimento econômico: o grupo oferece ao Brasil oportunidades de crescimento econômico, por meio da cooperação com outros países emergentes
  • Melhora no acesso a mercados: o grupo melhora o acesso do Brasil a mercados internacionais, por meio da redução de barreiras comerciais
  • Fortalecimento da cooperação internacional: o grupo fortalece a cooperação internacional do Brasil, por meio do diálogo e da coordenação de posições com outros países emergentes

Em resumo: O BRICS é um grupo que está crescendo e se tornando cada vez mais importante na economia global, tendo grande potencial para se tornar um importante ator na governança global, por meio da promoção de um sistema internacional mais justo e equitativo.